O Que é RAPPORT e Como Fazer com Outras Pessoas

Uma das partes mais importantes de um processo de hipnose é a conexão que você precisa ter com outra pessoa, chamamos isso de Rapport, e hoje você vai entender de uma vez por todas o que é Rapport e como fazer em outras pessoas.

Inicialmente, de forma simples, rapport é como você pode melhorar o seu relacionamento com as pessoas.

Com a ilustre presença da Marcia Muniz, a temática a ser abordada pelo Ton é o que é rapport. A convidada explica o significado da palavra francesa como “entrar em sintonia outra pessoa”.

É justamente essa sintonia que faz o relacionamento com outras pessoas melhorar, facilita a troca de favores e, inclusive, auxilia na área de vendas.

Por meio do entendimento de o que é rapport, um vendedor pode se conectar de uma forma mais agradável com seu cliente, e essa conexão favorece um acordo entre as partes.

Por exemplo, quando você acompanha um influenciador pelas redes sociais – seja pelo YouTube, Instagram, Facebook – e se sente próximo da pessoa, quase íntima, é sinal de que essa pessoa estabeleceu um bom rapport com você.

O que é rapport – termo utilizado pelos profissionais de hipnose – também é trabalhado na Psicologia. Porém, cada abordagem vai ter um nome adequado para a própria prática.

Desse modo, a psicanálise nomeia essa conexão como “transferência”, desvendando sua utilização principalmente no contexto terapêutico.

“A “transferência” se estabelece em todas as relações humanas… e age com força tanto maior quanto menos se suspeita de sua existência”. (Nasio, 1995)

A área comportamental define como vínculo terapêutico, enquanto para as abordagens humanistas, o nome “empatia” – figura central na psicoterapia (Fontgalland, Moreira & Melo, 2018), é suficiente para definir essa sintonia.

Como usar o rapport e se tornar mais agradável às pessoas!

Agora, a nível prático, como saber o que é rapport pode te ajudar? Em algum momento, você pode ter visto uma pessoa na rua e pensado “gostaria de ser amigo dessa pessoa”, ou pelo menos ter uma conversa agradável com ela.

Talvez, se você tivesse apenas poucos minutos para conversar com o seu ídolo, você saberia potencializar sua conexão com aquela pessoa?

Existem algumas técnicas que podem te auxiliar a estabelecer uma boa conexão com uma pessoa logo de cara. A primeira técnica de rapport, mencionada pela Marcia, é o espelhamento.

Como o nome sugere, você pode copiar, por exemplo:

  • Gestos;
  • Posições do corpo;
  • Tom de voz;
  • Velocidade de fala;
  • Ritmo de respiração;
  • Vícios de linguagem (como “tá”, “né”),

No entanto, tudo de forma bem sutil, para não parecer esdrúxulo.

Essa técnica de rapport também pode ser chamada de mimetização (você conhece o mimetismo animal?).

Em outras palavras, quando feito de forma sutil, a pessoa percebe esses movimentos pelo inconsciente, de forma intuitiva.

Acima de tudo, nós, como seres humanos, tendemos a confiar e gostar mais daquilo que é semelhante a nós mesmos, e o espelhamento ajuda a se comportar de forma semelhante à pessoa, facilitando uma confiança.

Além disso, o backtracking, na programação neurolinguística (PNL), é sobre utilizar uma linguagem semelhante à que a pessoa está falando e incorporar no seu vocabulário, de forma semelhante – causando um efeito similar à mimetização.

“Backtracking é a habilidade de reafirmar pontos-chave usando as palavras da pessoa com quem estamos interagindo, acompanhando-a com o mesmo tom de voz e linguagem corporal.” (BRITO, 2019)

Como Manter o Rapport

rapport é uma via de mão-dupla. Você pode utilizar essas técnicas de forma consciente para estabelecer uma boa conexão com uma pessoa enquanto, em algum momento, essa conexão se torna fluida e talvez você não saiba mais quem tá “guiando” o rapport.

Porque, na verdade, não existe um “guia” no rapport, é uma conexão em que ambos fazem sua parte para que dê certo.

Essa conexão também pode ser quebrada. Portanto, para manter um bom rapport, evite olhar as horas no relógio – para não parecer que você está com pressa e que não está gostando da conversa – esqueça o seu celular, olhe nos olhos da pessoa e mantenha sua atenção nela.

Como usar rapport com várias pessoas simultaneamente?

Também é possível estabelecer um rapport com um público ou plateia. Para isso, a convidada Marcia conta como realiza essa conexão quando ministra uma palestra.

Em primeiro lugar, ela começa com o sorriso panorâmico: ao chegar no local da apresentação, olha no olho de várias pessoas e sorri a todos os presentes.

Em seguida, se apresenta e pergunta o nome de duas ou três pessoas mais próximas.

Talvez, algumas pessoas do público tenham o nome parecido com essas primeiras pessoas, e ao falar o nome delas, também é como se estivesse falando com essas outras pessoas, estabelecendo um vínculo.

Concluindo o que é Rapport

Em conclusão, ao entendimento de o que é rapport, é necessário associá-lo à comunicação. Como divulgado na PNL, algumas pessoas têm um canal de comunicação “preferido”, entre o visual, auditivo e o cenestésico.

Por exemplo, ao realizar uma palestra, preste atenção nesses pontos: prepare um slide visualmente agradável com pouco texto para agradar às pessoas com preferência visual; aos auditivos, selecione alguma música de fundo para manter melhor a atenção; enquanto aos cenestésicos, você pode entregar alguns panfletos ou, inclusive, trabalhar com as emoções das pessoas.

“Os elementos internos que correspondem a impressões sensoriais cinestésicas são as emoções”. (FEXEUS, 2015)

Aproveite essas dicas e inclua no seu repertório comunicativo. Siga o Ton Lucas nas redes sociais, bem como a Marcia Muniz para ótimas dicas de PNL.

Conheça também o Instituto de PNL Marcia Muniz clicando aqui


Redator: Iuri Sivinski @iurisivinski

REFERÊNCIAS

A experiência de ser empático para o psicoterapeuta humanista-fenomenológico iniciante (de Fontgalland, Moreira e Melo, 2018)

Introdução às obras de Freud, Ferenczi, Groddeck, Klein, Winnicott, Dolto, Lacan (de J. -D. Nasio, 1995)

Mentor Extraordinário (de Cláudio Brito, 2019)

A arte de ler mentes (de Henrik Fexeus, 2015)

 

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

O guia definitivo para hipnotizar e gerar mudanças

Ton Lucas

Já ajudei centenas de pessoas em todo o Brasil através da Hipnose. Após várias formações nacionais e internacionais, atuei por anos em Consultórios Odontológicos, como hipnoterapeuta e hipnólogo, realizando trabalho de hipnodontia. Atualmente é Psicólogo, Palestrante, Professor de hipnose e realizo atendimentos particulares de hipnoterapia com pessoas que buscam, na Hipnose Clínica e Terapêutica uma excelência na qualidade de vida.

temos um presente para você

O guia definitivo para hipnotizar e gerar mudanças